Comer mandioca também pode provocar alergia, revela pesquisa brasileira

Presente na alimentação do brasileiro — da tapioca no café da manhã à farofa no jantar — a mandioca acaba de ter seu primeiro alérgeno (substância com capacidade de causar alergia) identificado. A descoberta foi apresentada na Conferência Científica Internacional da Organização Mundial de Alergia, que terminou nesta terça-feira, no Rio de Janeiro.

O aumento do número de casos de alergia ao aipim, considerada rara, chamou a atenção dos pesquisadores, que decidiram investigar o alimento. Comprovou-se, então, que a proteína dessa raiz tem potencial para causar reações alérgicas. O estudo foi feito pela Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (Asbai) e pelo Hospital das Clínicas de São Paulo.

Segundo a alergista Maria de Fátima Emerson, coordenadora da Comissão de Assuntos Comunitários da Asbai - Regional Rio de Janeiro, a descoberta é importante porque a mandioca não é um dos principais alimentos causadores de alergia.

— O registro do novo alérgeno vai permitir a melhora dos diagnósticos e do tratamento — avalia a médica. — Como a mandioca é muito usada no Brasil, vamos ficar mais atentos para identificar casos de alergia o mais precocemente possível.

O estudo constatou ainda que a mandioca provoca reação cruzada com o látex. Ou seja, pessoas com alergia a aipim também devem fazer testes para investigar o problema em relação à borracha.

A alergia pode ocorrer mesmo em quem já consome certo alimento há muito tempo e nunca havia se sentido mal. Em caso de suspeita, é preciso procurar um médico.

Fonte: Extra Online, 10/12/2014.

Unidades: Centro | Madureira | Niterói | Tijuca. Consultas com hora marcada.
Central de Marcação de Consultas: (21) 3515-0808