Alergias: saiba como acontecem e conheça as mais comuns

13/03/2017

Jornal do Brasil

O processo alérgico geralmente ocorre por uma resposta exagerada do sistema imune a determinadas substâncias, que podem ser alimentos, medicamentos, venenos de alguns insetos etc. Algumas delas podem ter o componente genético como causa maior para aparecimento, mas em outras não há uma explicação do porquê. Em algum momento da vida, o organismo identifica determinada substância como estranha e começa a desenvolver anticorpos, desencadeando uma série de reações na resposta alérgica.

A diretora da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI), Dra. Alexandra Sayuri Watanabe, conta que as reações alérgicas podem envolver qualquer parte do corpo, mas são mais prevalentes nas vias respiratórias: rinoconjuntivites, sinusites e asma. Podem acometer pele também: dermatites atópicas, dermatites de contato e raramente podem ser graves, chamadas de reações anafiláticas.

Entre as alergias mais peculiares podemos citar urticária (manchas na pele vermelhas e elevadas que coçam muito); alergia ao frio e até mesmo à água (raríssima, mas já com caso descrito na literatura), e ao sêmen.

“Há vários medicamentos que podem ser utilizados na resposta alérgica, sendo os mais conhecidos os chamados "antialérgicos", ou anti-histamínicos. Eles bloqueiam um receptor de uma das substâncias que são liberadas pelas células durante uma reação alérgica, agindo mais quando há lesões cutâneas, coriza, espirros, coceira na pele e no nariz, e olhos. Dependendo da gravidade da reação, são necessários outros medicamentos, como adrenalina e corticoides”, explica Dra. Sayuri.

Jornal do Brasil – 13/03/2017

Unidades: Centro | Madureira | Niterói | Tijuca. Consultas com hora marcada.
Central de Marcação de Consultas: (21) 3515-0808